You are here

Internet industrial

Na Konecranes, nosso objetivo é produzir máquinas inteligentes, com condições de avaliarem seu próprio estado e condições, além de conectá-las para permitir a visibilidade, em tempo real, e promover maior segurança e produtividade.

A quarta revolução industrial: a Internet industrial

A essência da Internet industrial baseia-se em uma série de sensores que trabalham em conjunto para coletar e analisar dados para fins específicos. Com essa forma de operação, é possível promover um desempenho tal, que até bem pouco tempo seria inimaginável.

Durante a maior parte da história da humanidade, a produtividade aumentou em passos muitos pequenos e os avanços nos padrões vigentes também foram extremamente lentos. A revolução industrial foi iniciada aproximadamente 200 anos atrás com a introdução da produção mecânica. A força muscular, tanto humana quanto animal, foi substituída pela força mecânica. A segunda revolução industrial começou em 1870, quando a primeira correia transportadora foi ativada em uma fábrica de processamento de carne em Cincinnati, Ohio, nos Estados unidos, introduzindo a produção em massa com divisão de trabalho, com a ajuda da eletricidade. A automação dos processos de produção começou em meados da década de 70, e agora o mundo está entrando em uma nova era, com o surgimento da Internet industrial. Alguns referem-se a ela como a quarta revolução industrial ou Indústria 4.0.

A Internet industrial refere-se à integração de máquinas com sensores e software em rede. Além de envolver uma transformação abrangente do setor mundial, ela também afeta diversos aspectos da vida diária, incluindo a forma como muitos de nós desempenhamos o nosso trabalho. A Internet industrial trará mais velocidade e eficiência para uma série de setores, como os de aviação, transporte ferroviário, energia petróleo e gás, e saúde. Ela também nutre a promessa de um crescimento econômico mais sólido, mais trabalhos de melhor qualidade e melhoria na qualidade de vida, independentemente da região.

As três dimensões da Internet industrial

A Internet industrial combina os aprimoramentos obtidos às duas revoluções anteriores: as máquinas, instalações, frotas e redes originadas na revolução industrial, e as inovações dos sistemas de computação, informação e comunicação introduzidos pela muito mais recente revolução da Internet.

A essência da Internet industrial é composta de três elementos
Máquinas inteligentes: no formato de novas maneiras de conectar máquinas, instalações, frotas e redes por meio de sensores, controles e aplicativos de software avançados.
Análises avançadas: que utilizam, por exemplo, o poder da analítica, algoritmos preditivos, a automação e o conhecimento aprofundado de domínios na ciência de materiais e na engenharia elétrica para compreender a operação das máquinas e de sistemas maiores.
Pessoas no trabalho: conectar pessoas em qualquer lugar (instalações industriais, escritórios, hospitais ou no trânsito) e a qualquer momento, para promover projetos, operações e manutenção mais inteligentes e gerar serviços com mais qualidade e mais segurança.

A interligação de dispositivos, instalações, frotas e redes inteligentes com as pessoas no trabalho e em trânsito abre novas possibilidades de otimização de processos e eleva o potencial de crescimento da produtividade e eficiência. Isso também causará um desequilíbrio na competitividade, forçando um reajuste rápido por parte dos demais concorrentes no setor; o que será um fator decisivo para a sobrevivência dos negócios dessa concorrência. O ritmo desse processo varia de um setor para outro. E, quanto mais frequente e maior for a sua utilização, maiores e mais abrangentes serão os efeitos causados sobre toda a economia.

Industrial Internet Now - um fórum online sobre como a Internet industrial vai mudar o mundo do manuseio de material.